FUGINDO AS REGRAS!

Olá queridas!

Esse post é para falar sobre um assunto que eu sei que atormenta muitos casais que estão em sua adorável primeira viagem alucinante sobre ser pai e mãe! Digo isso por que passei por essa experiência e também tive essa dúvida, que foi totalmente esclarecida no momento em que meu filho fez sua viagem de regresso…

Deixar ou não seu filho (a) dormir na cama com vocês ?

Quero deixar muito claro que essa é minha opinião, baseada em minha experiência e que apenas vou dividi-la com minhas leitoras amadas.

Resposta: SIM!!!

Na primeira semana depois da passagem do Igor, um detalhe me atormentou por muitos dias…

Quando estávamos nos EUA, na casa dos amigos que nos hospedaram, dormíamos em um quarto sem cama, usávamos um colchão de casal no chão, para eu, meu marido e o Igor. O fato de ele ter ido embora sem ter tido seu próprio quarto me machucava intensamente… Um dia, ao acordar entre as lágrimas, meu adorável marido me perguntou qual era o motivo das lágrimas naquele dia, ao que eu respondi com o olhar distante: “- Ele se foi e não fizemos o quarto dele, com o baú de brinquedos que ele tanto queria…”

Ele pensou, respirou, me olhou no fundo dos olhos e disse: “- Ainda bem, pois assim tivemos a oportunidade de dormir com ele todas noites…”

Sim, ele dormia em nosso meio, de mãos dadas comigo, agarradinho…

Inúmeras vezes eu tentei fazer o que a literatura especializada indica e coloquei Igor em sua cama, mas no meio da noite ele aparecia em nossa cama com um olhar de assustado e assim que se aconchegava em nosso meio podia sentir a segurança que ele encontrava…

Após alguns meses lendo muito sobre tudo, achei um artigo sobre um livro de um psicólogo americano que afirma que as crianças que dormem com seus pais até se sentirem seguras para dormirem sozinhas em seus quartos, se tornam adultos seguros, amorosos, gentis e inteligentes, pois desenvolvem tudo isso durante o período da primeira infância (1 ao 7 anos) e levam essa bagagem para toda a vida!

Depois disso, em uma conversa com papai Vitor, decidimos que iríamos manter a mesma criação de amor para os próximos filhos e dormir no meio será essencial!

Então, se você está passando por essa situação, relaxe e compre uma cama maior, sinta o calor do corpo de seu filho, abrace, cheire, olhe enquanto ele dorme, agradeça… Viva o momento único, tenha histórias engraçadas para contar sobre isso um dia, desfrute do maior amor que existe…

Eu posso te garantir, vai passar muito rápido e você vai ter saudades disso um dia…

Não se culpe por isso, nem queira que sua criação seja padrão, o amor não define um padrão, ele apenas ama…

Igor, obrigada por dormir em nosso meio, por fugir de sua cama todas as noites, por me dizer bem baixinho antes de dormir: “- te amo mãe, você é tudo pá mim”

Eu também te amo filho e você também é tudo para mim…

Boa semana a todos!

Um abraço bem forte que tira a dor.

Paula Miranda

@Hypnosemakes

P.S: Amanhã tem vídeo novo!!!

Anúncios

Publicado em janeiro 30, 2012, em Minha vida e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 24 Comentários.

  1. Paula meu Igor continua dormindo conosco.compramos uma cama maior e nossa maior alegria e dividir a cama,mesmo q custe pes nas costelas ou no rosto as vezes. Nada substitui o cheirinho do cangote ou aqule: mommy can you hold me? Amei cada palavra desse post! Um beijo e descanse..

  2. Nossa Paula verdade…
    Desde que minha filha tinha 2 meses eu durmo com ela, sei que aqui nos EUA eles realmente nao insentivam, mas eu despois que meu primeiro filho se foi, sem eu mesmo poder segura-lo no meu colo (so na ultima hora) minha filha nos dormimos juntas…ela dormia entre eu e meu ex marido. Deus me deu meu filho (engravidei) quando minha filha tinha 8 meses…Meu ex se foi com outra, e minha filha sentiu muita falta dele na cama (bom eu nem tanto na verdade) mas ela sofreu muito…Eu acho que as criancas/babies se acostumam com cheiro da gente, seguranca e laco de amor, e tudo mais…

    Meu filho nasceu e eu amamentava ele de noite de lado (NAO NAO fazem isso please) e ele acustomou dormir na cama comigo desde a 1 semana de nascido…Eu colocava ele no bassinet ele acordava chorando kkk punha na cama ele parava…Eles se acostumam muito.

    Bom no final amamentei os dois, um peito pra filha (1 ano meio) e outro pro filho (meses). Desde o stress do meu divorcio que eu andava cansada com a mudanca, parto etc, meus filhos dormen comigo…, E foi o melhor que eu fiz.na minha vida, pois como voce disse esse tempo passa rapido, e ainda lamento nao ter aproveitado melhor meu filho pequeno quanto aproveitei minha filha, mas na verdade sempre dormimos junto e ate hoje eh assim!!kkk
    Eles me esmagam no meio da cama, um de cada lado e eu nunca mais durmi direito kkkkk. Mais agradeco a cada dia por essa oportunidade que um dia isso tudo vai passar e rapido!! Beijao o que voce fez com Igor foi a MELHOR coisa do mundo pra ele e pra voces, cheirinhooo bom dele!!! Isso nao tem preco!!!

    Deus te abencoe sempre orando por voces!!! Vanessa

  3. Nossa… foi contra todo o meu conceito, de que pra ter um filho se faz necessário um quarto a mais… ler seus posts faz-me refletir sobre todo esse assunto de mãe… (ainda ñ sou)
    B-jù linda!
    Abraço que tira a dor pra vc… *-*

  4. amiga, é tuuuuuuuudo verdade, meus filhos sempre dormiram comigo ate o momento que decidiram dormir em seus quartos, os dois pequenos ainda dormem com a gente e isso não tem preço, são lembranças doces que carregamos pra vida toda e eles tbm, as vezes meu pequeno de 16 anos ainda aparece pra dormir com a gente e com os irmãos pequenos. ser mãe é uma escolha maravilhosa.

  5. Nossa…acordei essa manha pensando nesse assunto…que meu filhote sempre vem e acaba atrapalhando nosso sono…pensando em maneiras de acostuma-lo no seu quartinho. Verdade…nao vou me preocupar mais com isso…

  6. Paula, o Gabriel dorme no nosso quarto ainda e não adianta no meio da noite ele acaba vindo pro nosso meio, nosso sono relaxante vai embora e vem os chutes, os puxões de cabelo, ele puxa os pelinhos do braço…mais como dizemos amamos tudo isso…não tem preço que pague…
    bjks.

  7. A Carla dormiu conosco muito tempo. E hoje, à vezes, sou que a chamo para a nossa cama. Bjs, querida.

  8. Paula…

    Obrigada por esse post, vc é especial te amo.

  9. Lindo Paula! Sempre me preocupei com isso, até o terceiro mês dele, dormia ao meu lado no carrinho, depois passei ele pro berço,mas meu coraçao doia a noite toda, não me achava no direito de deixar um ser tão pequeno e indefeso sozinho. Bjuss

  10. Amigaaaa incrível, eu durmo com O Mateus todos os dias, as vezes ele quer dormir na cama dele e eu que faco um charme, mas tambem nao tiro a vontade de ele querer dormir sozinho. E eu penso como vc, que um dia ele vai crescer e ja nao vai mais querer dormir comigo mas pelo menos aproveitei o quanto ele queria. Adoro esses seu post e uma experiencia que voce passa que ajuda muitas pessoas inclusive eu a refletir no amanha. Oro sempre por voces, mega saudades. Ahhhhhhhh hoje o Mateus do nada perguntou? Mae onde esta a Paula rsrsr eu disse ela esta morando no Rio, e quando ela vai la em casa de novo? Quando ela vir p Ctba. Ahh entao vamos na casa dela ue rsrsrsr. Amiga qualquer dia nos falamos pelo skipe e ligo a cam para ele te ver. Um grande beijo e um abraco que tira dor e que cola love u.

  11. Eu achei bacana a sua postura e respeito muito.
    Mas, não concordo. Tenho um menino de 5 anos, super carinhoso, saudável e expansivo : )
    Como sou chata para dormir (rsrsrsrs), nunca nem cogitei a hipótese do Theo dormir conosco.
    Mas, também, nunca fui radical. Tem muito a ver com a criança, com a personalidade dela, né?
    O Theo dormiu conosco apenas 2-3 vezes, em ocasiões em que percebi serem importantes para ele.
    Quando está na hora de dormir, eu aviso, ele arruma os brinquedos, escova os dentes, faz xixi, leio uma estorinha para ele (todas as noites), dou um beijo, digo que o amo e boa noite :D. Sempre foi assim, desde pequeno.
    Eu entendo que cada família tem uma maneira diferente de tratar diversos assuntos e acho importante que seja assim. Jamais eu me sentiria no direito de opinar sobre o filhote de alguém. Tenho vários sobrinhos e acho chato quando alguém palpita muito. Por isso, só dou minha opinião, quando solicitada.
    Só uma coisa que venho observando depois que tive o Theo: a quantidade de pessoas que criam os filhos para elas. Da maneira que dá seguranças a elas e não aos filhos.
    Quero que o meu filho seja um homem afetuaso, carinhoso… Mas, também que seja seguro e que tenha uma boa base para enfrentar o mundo lá fora. Não estou falando da questão de dormir junto com os pais ou não. Estou me referindo a todos os aspectos que a criação de um ser humano envolve… Mas, esta é outra questão, muito extensa para comentar, aqui.
    Tão complexo, né? É aquela estória: fazemos o que achamos melhor e, mais importante, com amor. E há várias maneiras de se atingir o sucesso, na criação de uma criança 😀
    Muita força e luz. Sempre.
    Bjos

    • Com certeza Ana, cada um cria seu filhote como acha certo, não existe fórmula mágica, apenas o amor doado que transforma um ser humano em alguém melhor e bons exemplos também!
      Como eu disse, isso é uma opinião minha, muitas mães agem assim e quis compartilhar apenas para elas não se sentirem culpadas em ter seus filhos em suas camas!
      Passa tão rápido né? quando vemos… já foi….
      Um super beijo!

  12. Vc e inacreditavel!!!!!!!!!!!Meu Deus e que resposta sabia foi essa do Vitor, to de boca aberta, nao poderia ter uma melhor, ele foi muito iluminado…seu proximo baby, sera muito sortudo…vcs serao pais maravilhosos, melhores do que ja foram!!!!!!!bjs amiga

  13. Amilgaaaaaa queridaaaaa…. Estamos aqui, eu e o Marlus muito emocionados com seu texto. Incrível! Vc toca no fundo do coração da gente… E CONCORDAMOS TOTALMENTE COM VC! A Marina já tem 7 anos, mas não dorme a noite toda no quarto dela. Na verdade, acredito que o fato de dormirmos os três juntos cria um vínculo enorme! É como se nós três fossemos um… Simplesmente maravilhoso senti-la se aconchegando, buscando segurança em nós. As pessoas criam muitas regras e se esquecem que passa rápido demais! Ainda ontem ela era bebê e enquanto todos diziam para não pegar toda hora no colo porque “viciava”, eu pegava SIM. Dei muito colo prá ela. E foi o melhor q eu fiz, pois hj não consigo pega-la, está grande! Daqui algum tempo ela vai querer ficar em seu quarto e fazer dele o “seu mundo” como qualquer adolescente faz. E nessa hora, não vai adiantar tentar se aproximar e criar vínculo. Por isso, devemos viver no presente! O passado não volta e o futuro pode não existir… Admiro muito sua força e do Vitor para suportar esta dor imensa que vcs devem sentir. Mas tenho certeza q Deus irá transformar toda a lágrima e dor em riso! Vcs vão superar isso tudo e serão muito felizes. Super beijo

  14. Tenho dois meninos um de 11 e outro de 7 anos,sempre dormiram no quartinho deles,mas de uns 6 meses pra meu filho de 7 anos não quer dormir mais no seu quarto e todos os dias vai para minha cama,no inicio relutei muito pois queria ele na caminha dele,mas ele me venceu pelo cansaço e agora lendo o que vc escreveu aqui,irei deixa-lo até quando ele quiser!!! bjks

  15. Concordo com vc Paula! Meu filho sempre dormiu comigo e com o pai e confesso que se precisar tirar ele da cama eu é que não durmo. Adoro sentir aquele cheirinho do meu lado.

  16. Adorei!!! Meu filho Matheus de 3 anos tem o quartinho dele todo montado com bauzinho e tudo mais. Mas desde os 3 meses dorme conosco. Todo mundo me enche o saco por isso, mas eu amooooooooooooooooooo dormir agarrada com ele, o quentinho dele… o cheirinho. Um dia fizemos um teste e colocamos ele pra dormir sozinho na cama dele. No dia seguinte eu e meu marido quase morremos de remorso de ficar longe dele… Huhaushuasha Nunca mais … agora dormimos os 3 bem grudados.

  17. amei passamos poriso e eu queria muito que ele dormice com seu irmão no quarto dele mais hj entendo porque eu não consigo ficar longe do meu bb o meu 1 filho dormiu comigo ate 8 anos agora o 2 filho 3 anos e vamos ficar juntinhos ate ele se sentir seguro pra dormir sozinho.

  18. e filha vc tem rasao quando vcs eram pequenos seu pai viajava muito e vcs trez brigavam p dormir comigo eu deixava, vcs sao os amores da minha vida…. sim os filhos precisam sentir esse amor….e essa seguranca nao deixem seus bebes sosinhos.

    .

  19. Nossa que relato mais emocionante,a minha filha dorme com a gente desde que nasceu,ela t´m o quartinho,tém um báu de brinquedos,adora mostra o “quato”p/ quem vem aqui,mas na hora de dormir e com a gente,nunca grilei com isso,já li texto desse psicólogo,cada segue o que quer,a minha filha gosta de segurar a minha mão na hora de dormir,isso me encanta…bjs e muita força.

  20. Oi Paula , me identifiquei muito com seu post, eu também perdi meu filho aqui no usa e também afogado , e uma coisa que me da um aconchego e saber que de uns 6 meses pra k ele acordava todas as noites e me chamava querendo ir pra nossa cama, no inicio eu relutei muito porque ele já dormia no quartinho dele desde os 3 meses, hoje eu penso que fazer o filho dormir no quartinho dele não tem importância nenhuma, hoje se Deus me desse outro filho eu iria dormir agarradinha com ele todos os dias, porque não sabemos o que nos espera o amanha,e o que fica são as lembranças , e uma delas e o cheirinho do hálito dele de manha, dos chutes …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: