Arquivos do Blog

MARINA, ELA MERECE ESSA ESPERANÇA!

Olá amigas!

Faz tempo que não escrevo post novo, realmente estou passando por uma fase ruim emocionalmente, mas com a ajuda de DEUS e de profissionais capacitados estou tratando essa doença sorrateira chamada depressão, mas não foi por mim que vim aqui hoje e sim por uma criança, uma princesa que precisa de ajuda, mas antes de contar a história da Marina, quero que vocês saibam porque estou fazendo isso. O primeiro fato é que, quando Igor morreu (meu primeiro filho e era único)  LER AQUI , doamos os órgãos dele e isso não precisou nem de 3 segundos para decidirmos, sabíamos que nosso filho poderia salvar vidas e salvou 3… Um dos órgãos que doamos foi o intestino e eu nem sabia que isso era possível, mas ele salvou um bebê de 40 dias e isso é fantástico! O segundo fato é que, quando tudo aconteceu, não tínhamos recursos nem para enterrar o Igor em um país que não era nosso e fomos ajudados por muitos amigos, inclusive com campanhas feita na internet e uma dessas campanhas acabou comigo, me deixou chorando por semanas, porque fui ler o que as pessoas sem coração e com muita “coragem on line” escreveram sobre isso e confesso que quase não acreditei, mas o fato é que, sem essa ajuda não teríamos nem saído dos EUA e “sobrevivido” no Brasil, enfim, isso mexeu comigo e por esses dois principais motivos vou ajudar nessa campanha para Marina!

 

Ontem eu conversei com a mãe dela por telefone e averiguei a veracidade de tudo isso, pedi a ela fotos pessoais, vídeos e que ela me mandasse tudo que está acontecendo por email, peço que leiam com carinho, pois o seu pouco pode ser o tudo da Marina…

 

c939cb82dded25dbf1ae67926bf190cb

 

“Oi Paula. Primeiramente muito obrigada pela ajuda! Vamos à história de Marina, resumida.

Descobri num exame de rotina às 24s de gestacao que tenho incompetencia do colo uterino e meu colo estava aberto e minha bolsa estava no canal vaginal. Fui internada na mesma hora às pressas. Tentaram fazer uma cerclagem (procedimento para fechar o colo do utero). Me amarraram na maca e me colocaram de cabeca paa baixo para a bolsa voltar para o utero sem romper e eles conseguirem dar o ponto. E conseguiram! Soh que às 24s o colo ja estava muito fino e a bolsa acabou rompendo. Ai pensei: agora acabou! 24s e 630g de peso. Entao, me levaram p sala de cirurgia de novo, desta vez para retirar o ponto que podia dar infeção, já que era um corpo estranho com a bolsa aberta. 
Tirado o ponto, me deixaram internada em posição de trendelemburg como chamam (cabeca p baixo e pernas p cima) na cama. Todos esperavam q hora do organismo expulsar a marina, pq eu perdia liquido e podia tb pegar uma infeção. Enfim, fiquei nessa posição, comendo, bebendo, tomando banho de gato, e fazendo minhas necessidades em uma aparadeira. E as semanas foram passando e o liquido em quantidade normal e sem i fraco nos exames. Chegamos enfim às 32s de gestação para surpresa de todos com 1,840kg. O colo acabou de abrir e entao como ela nao estava encaixada, fizeram o parto cesárea. Nasceu para surpresa de todos muito bem, chorando com direito a fotos, filmagem e tudo mais. Passou 2 dias na uti neonatal e depois foi p intermediária onde fez antibiótico porque é rotina de bolsa rota e onde foi aprender a sugar e ganhar mais peso. Com 19 dias levamos ela para casa, perfeita, porém ela teve um quadro de emergência chamado enterecolite necrotizante e teve que ser submetida a uma resseccção extensa do intestino, ficando apenas com uma pequena porção.

Ela ficou em estado gravíssimo durante 1 mês e meio até que conseguimos transferi-la para um hospital em São Paulo no dia 13/12/12, com o Dr. Mauro, excelente profissional e muito humano. Ele acompanha a Marina. Hoje Marina praticamente não tem intestino delgado, apenas 5cm, se alimenta por cateter central uma alimentação que chamam de nutrição parenteral. Esse cateter vai direto para o coração e já deu muitas infeções nela além de afetar o figado. Nao come nada pela boca, chora de fome 😢💔. Tem uma sonda no nariz que vai para o estômago, por onde recebe uma pequena quantidade de leite por gotejamento. A salvação dela é o transplante de intestino delgado, que aqui no Brasil é experimental. Nos EUA faz muito, principalmente em Pittsburgh. Mas só o transplante com o acompanhamento custa 800mil dólares, isso se não tiver nenhuma complicação. Por isso que estou pedindo ajuda de quem puder, agradeço de coração.

O nome dela é Marina Calasans do Nascimento e Ferreira e o meu luiza Stella Correia Ferreira.
A conta é Banco do Brasil ag 1603-9 cc 17468-8 CPF 976328995-53, no nome da mãe dela, eu.”

 

44b1b35a076b176e1f8f4fde206936b2

 

Espero sinceramente que esse post possa chegar até você e que a Marina consiga salvar sua vida, que sua mãe não precise viver a ausência de um filho, que ela não sinta o doloroso peso da saudade….

Por você filho, que nunca deixa morrer dentro de mim a vontade de ajudar o próximo, te amo!

 

228496_143142975757533_3702470_n

 

Obrigada a todos!

Paula Miranda

@planetapaulaa